sociais

logos

Cresce Brasil

 
 
No Dia Internacional das Mulheres na Engenharia, celebrado neste 23 de junho, as engenheiras de várias partes do País mandam o seu recado. 

O Brasil tem, hoje, em registros ativos junto aos conselhos federal e regionais da engenharia (Sistema Confea-Creas), 205.844 mulheres na profissão, o que dá 19,46% em relação ao total de profissionais no País, que é de 1.057.809. Apesar da diferença entre os registros identificados como homens e mulheres, a situação está mudando e elas, as engenheiras, afirmam que o caminho é sem volta. Estudantes e profissionais já formadas e atuantes na área falaram com a área Oportunidades na Engenharia, do Sindicato dos Engenheiros no Estado de São Paulo (SEESP), pelo Dia Internacional das Mulheres na Engenharia, celebrado em 23 de junho.

Criado pela Women’s Engineering Society (WES) do Reino Unido, a data tem como objetivo fortalecer o espaço que as engenheiras vêm ganhando na profissão. A notoriedade se deve, sobretudo, à luta pela igualdade de gêneros e expansão do sistema educacional demarcada a partir da década de 1970, quando as reivindicações políticas se consolidaram possibilitando a elas buscar o seu lugar no mercado de trabalho.

A engenheira ambiental Marcellie Dessimoni, também coordenadora-geral do Núcleo Jovem Engenheiro do SEESP, apesar ainda da diferença gritante entre homens e mulheres na profissão, como mostram as estatísticas nacionais, acredita que o processo é de evolução e não de retrocesso no crescimento da participação da mulher na categoria. “Os percalços diários nos deixam ainda mais fortes para nos posicionarmos na profissão, e em qualquer outro lugar que quisermos estar”, vaticina.

Elas falam

Marcellie engenheira 200Marcellie Dessimoni. Crédito: Acervo pessoal.

Marcellie Dessimoni
Engenheira ambiental - São Paulo

"Hoje é um dia importante e emblemático para nós mulheres que conquistamos o nosso espaço na engenharia, uma área majoritariamente masculina,   mas que ao longo do tempo veio incentivando cada vez mais mulheres a estarem presente, contribuindo fortemente para o crescimento e desenvolvimento do nosso país. Acredito no imenso e intangível potencial que possuímos em todos os aspectos da vida, mas principalmente em performance profissional. Enfrentamos adversidades todos os dias, o que nos deixa ainda mais fortes e empoderadas para continuar neste caminho que escolhemos. O meu coracao pulsa pela engenharia, eu acredito que ela é a unica capaz de fazer um pais desenvolver-se, e nós mulheres temos um papel fundamental nesse processo. Somos capazes de gerar vida, e sem dúvidas alguma já provamos que somos capazes de gerar novas tecnologias, soluções distuptivas e inovadoras. Somos Mulheres, mães e somos engenheiras.

Eliane Engenheira 180Eliane de Souza. Crédito: Acervo pessoal.

Eliane de Souza
Graduanda em Engenharia de Minas na da Universidade Federal dos Vales do Jequitinhonha e Mucuri (UFVJM) - Minas Gerais
A data em questão reafirma a importância da mulher no campo profissional, e do quão árduo foi buscar esse espaço, antes restrito aos homens.  Como mulher e profissional da engenharia, hoje vejo e vivencio o resultado das muitas mudanças e conquistas adquiridas, e me alegra o quão numeroso têm sido a inclusão de mulheres engenheiras. Devo dizer que as empresas possuem um papel importante nessa data, pois cada vez mais abrem espaço para a inclusão de novas profissionais no mercado de trabalho.

Tamires Pinheiro da SilvaTamires Engenheira 200Tamires Pinheiro da Silva. Crédito: Acervo pessoal.
Engenheira Civil - São Paulo
Mulher é sinônimo de luta, superação e transformação. Ao longo da história vamos ganhando espaço, voz e notoriedade em espaços que até pouco tempo era predominantemente formados por homens. Que esse dia das mulheres não venha a ser apenas mais uma data comemorativa e sim um lembrete que podemos ir sempre além. Mulheres podem ser aquilo que bem entenderem. Sou mãe, engenharia civil, atualmente diretora adjunta do SEESP e sou uma mulher que luta por ideais.

Camila engenheira jpeg 290Camila da Silva Figueiró. Crédito: Acervo pessoal.

Camila da Silva Figueiró
Engenharia Mecânica com mestrado em Engenharia de Materiais pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul
Acredito que datas, para nós que somos consideradas minorias, são importantes. Confere uma certa visibilidade para mulher engenheira, contudo, assim como o Dia da Mulher [8 de Março], o dia internacional da engenheira é um símbolo de busca de igualdade salarial e de oportunidades. São ações que as mulheres que vieram antes tiveram que conquistar a força. Mas ainda temos muito a conquistar.

A mulher, de uma forma geral, tem experiências de vidas diferentes das que os homens têm. E isso faz com que trabalhemos de formas diferentes. Engenheiras são profissionais que tiveram que se esforçar muito mais para alcançar os cargos que possuem, então, normalmente, são mais dedicadas e organizadas na profissão. Acredito que a diversidade de visão, na horas de resolver problemas e questões dentro de uma empresa seja enriquecedor. Por isso, as empresas estão cada vez mais investindo em diferentes profissionais.

Miriam EngenheiraMiriam Ribeiro Cabreira. Crédito: Acervo pessoal.

Miriam Ribeiro Cabreira
Engenheira mecânica - Rio Grande do Sul
Entendo que o baixo número ainda de mulheres na profissão é reflexo forte da questão cultural da sociedade. Ou seja, precisamos mudar primeiro a sociedade. E é o que estamos lutando. Isso vem junto com políticas que retomem o investimento na indústria brasileira para que as vagas e oportunidades também para as mulheres engenheiras sejam maiores. Por isso, é importante estarmos qualificadas e preparadas para assumir essas vagas, sem preconceito ou receio.

Mariana Engenheira 200Mariana Antunes. Crédito: Acervo pessoal.

Mariana Antunes
Graduanda em Engenharia Civil pela Universidade Federal de Juiz de Fora - Minas Gerais

O Dia Internacional da Mulher Engenheira nos mostra o quanto já avançamos em relação ao respeito às diversidades das mulheres nas engenharias, principalmente se observarmos o aumento da presença feminina nessas áreas nos últimos anos. Entretanto, ainda há muito o que avançar em relação a direitos e visibilidade a essas mulheres que fazem a diferença no dia a dia da engenharia e é necessário o apoio de todos para que cada vez mais possamos melhorar esses dados.

Renata engenheira 200Renata Denari Elias. Crédito: Acervo pessoal.

Renata Denari Elias
Engenheira Cartógrafa - São Paulo

As mulheres têm qualidades inerentes à engenharia são meticulosas, detalhistas, curiosas, estudiosas e tornam-se excelentes profissionais. Podem não ficar rica como as blogueiras, mas logram êxito e reconhecimento! Comumente precisam provar capacidade técnica e inteligência situação que dificilmente é cobrada dos homens. Nada é fácil para a mulher engenheira, mas nada é fácil para as mulheres, então, "tiramos de letra". Parabéns às mulheres engenheiras e porque não para todas as mães das engenheiras que indiretamente contribuíram para que as filhas pudessem ter nível superior e, na maioria das vezes, transformar o estigma da mulher "do lar".

Dinara EngenheiraDinara Xavier da Paixão
Engenheira Civil - Idealizadora, fundadora e primeira e ex-coordenadora do curso de Engenharia Acústica da Universidade Federal de Santa Maria (UFSM) - Rio Grande do Sul
É com muita alegria que destaco a importância do crescimento da representatividade feminina na engenharia brasileira. Formada em Engenharia Civil, há mais de três décadas, acompanhei ao longo do tempo, os desafios para a conquista - com credibilidade - de um maior desenvolvimento profissional das mulheres. Como professora, tive o privilégio de idealizar e implantar a Engenharia Acústica como graduação e profissão no Brasil e fiquei surpresa ao ver destacado, pelas alunas num seminário, o fato disso ter partido de uma mulher. Percebi que as mulheres precisam ser incentivadas a acreditar em suas potencialidades. Há muito por fazer, principalmente na divulgação para a sociedade das conquistas femininas relacionadas aos avanços tecnológicos. Meninas e meninos, ainda no ensino fundamental e médio, precisam compreender que os avanços científicos e tecnológicos, que beneficiam a sociedade, dependem de todas as pessoas.

Rosângela Ribeiro Gil
Oportunidades na Engenharia

Adicionar comentário


logoMobile