sociais

logos

Cresce Brasil

Está confirmada para o período de 12 a 17 de outubro de 2022, em Xangai, na China, a realização da 46ª WorldSkills Competition prevista para ocorrer, originalmente, em setembro de 2021. A WorldSkills Competition é a maior e mais importante Competição de Profissões Técnicas e Tecnológicas do planeta.

Aguarda campeoes em XangaiO adiamento de 2021 para 2022 foi condicionado pelas contínuas restrições, sem precedentes, provocadas pela pandemia de Covid-19 que ainda continua a abalar o mundo e a provocar alterações em diversos cronogramas antes estabelecidos.

Todavia, a mudança no período de desenvolvimento da próxima WorldSkills Internacional (WSI) não acarretará prejuízo algum para os participantes anteriormente inscritos uma vez que foi decidido, de forma unânime pela Assembleia Geral da 46ª WSI, quanto aos critérios de elegibilidade de idade para participar da competição, que todo competidor elegível para a WorldSkills Competition 2021 continuará elegível para participar da quadragésima sexta edição a ser desenvolvida agora em 2022.

Outra importante alteração acordada é que a WorldSkills Conference (WSC) acontecerá paralelamente à 46ª. WorldSkills Competition no período de 13 a 14 de outubro de 2022. A WSC reunirá líderes em educação, governo, negócios e indústria de todo o mundo para compartilhar as melhores práticas e para aprender tanto sobre tendências quanto para discutir sobre as principais questões globais relacionadas com treinamento profissional, educação, habilidades do futuro, atuais demandas de habilidades, bem como sobre excelência e desenvolvimento de habilidades.

A WSI 2022 ocupará uma área de mais 300.000 metros quadrados para a reunir mais de 1.400 competidores de mais de 60 países e regiões que competirão em mais de 60 habilidades que pretendem mostrar para o mundo as “skills” (habilidades) mais criativas e influentes atualmente existentes. Os organizadores da WSI 2022 prometem que as Cerimônias de Abertura e Encerramento estão sendo pensadas em torno do tema “Dominar Habilidades, Mudar o Mundo” (que se mantém, também, como o propósito do evento como um todo).

Em Xangai será inaugurado, também, o WorldSkills Museum (WSM) que foi instalado em um armazém de algodão centenário localizado na orla do rio Huangpu o qual foi adaptado para tanto. O WSM passará a ser o primeiro museu do mundo dedicado a compartilhará a história da WSI pondo em evidência as competições uma a uma para mostrar a evolução e o trabalho realizado ao redor do mundo com as seguidas edições da WorldSkills desde 1950.

Conhecida, também, como Olimpíada do Conhecimento a WSI (em português “Competição Internacional de Educação Profissional”) é promovida a cada dois anos pela Internacional Vocation Training Organization (IVTO) desde 1950. Cada edição é realizada em diferentes cidades do mundo e reúne jovens profissionais de no máximo 22 anos de idade previamente selecionados em competições previamente organizadas em seus países de origem.

WorldSkills segue chamando a atenção do mundo para demonstrar as vantagens de se aprender habilidades profissionais para o melhor desenvolvimento e progresso das Nações.

Além do importante reconhecimento da qualidade profissional os participantes vencedores de uma WSI recebem medalhas de ouro, prata e bronze, bem como certificados de excelência que os distinguem nos correspondentes campos profissionais servindo de vitrine para apresentar ao mundo as expertises vencedoras.

Cada edição da WorldSkills objetiva, mediante a troca de habilidades, experiências e inovações tecnológicas, a necessária promoção de intercâmbios entre jovens profissionais de diferentes regiões do mundo para desenvolver cada vez mais a inovação no campo da Educação Profissional.

Desde 1983 o Brasil participa da WSI e já se transformou em um dos importantes competidores haja vista integrar o TOP FIVE do torneio desde a edição de 2007 e por ter sido o grande campeão na edição de 2015.

O Brasil conquistou sua primeira medalha de prata na WSI de 1989 na modalidade de Tornearia e desde então jamais deixou de receber medalhas e certificados de excelência.

Em 2007 na cidade de Shizuoka, no Japão, o Brasil conquistou o segundo lugar; em 2009 em Calgary, no Canadá, obteve o terceiro lugar; em 2011 em Londres, se destacou novamente em segundo lugar; ganhou o quinto lugar na edição de 2013 realizada em Leipzig na Alemanha; foi o grande campeão em 2015 em São Paulo; voltou a ganhar o segundo lugar em 2017 em Abu Dhabi (nos Emirados Árabes Unidos) e sagrou-se uma vez mais o terceiro melhor colocado na última edição da WSI realizada em 2019 em Kazan na Rússia.

Cabe ressaltar que o Brasil, desde o início de sua participação nas edições da WSI já figurou por treze vezes entre os dez melhores do mundo.

Em 2015, quando o Brasil foi campeão da WSI, os Jovens Brasileiros conquistaram onze medalhas de ouro, dez de prata, seis de bronze e, ainda, mais dezoito certificados de excelência. Naquela edição o Brasil assumiu a posição de melhor Educação Profissional do mundo sendo o TOP ONE no ranking de 60 países participantes. Feito excelente para um país que, em geral, se apresenta nas últimas posições em avaliações internacionais comparativas sobre Educação.

WorldSkills 2015, a 43ª. edição da WSI, foi realizada na cidade de São Paulo quando pela primeira vez na história da WorldSkills Competition o evento foi realizado na América Latina.

Quando a WSI foi realizada em Abu Dhabi, nos Emirados Árabes Unidos, entre os dias 15 e 18 de outubro de 2017, o Brasil se classificou em segundo lugar mantendo-se em destaque e como exemplo de país que ensinava ao mundo como fazer Educação Profissional de qualidade.

Na WSI 2017 reuniram-se mais de mil e duzentos jovens de sessenta e oito países que competiram em cinquenta e duas ocupações do Setor Industrial e de Serviços. Na edição de 2017 o Brasil conquistou quinze medalhas, sendo sete de ouro, cinco de prata e três de bronze, além de vinte e seis certificados de excelência.

Por pouco o Brasil não obteve a liderança na competição e conquistou seu segundo título de campeão. A Rússia sagrou-se campeão na WSI 2017 com 35.461 pontos enquanto o Brasil atingiu um total de 34.901 pontos, uma diferença de apenas 560 pontos.

Na edição de 2017 da WorldSkills os Jovens Brasileiros conquistaram 15 medalhas sendo 7 de ouro, 5 de prata e 3 de bronze. O Brasil obteve, também, 26 certificados de excelência em ocupações nas quais os competidores ficaram acima da nota média.

Na última WSI realizada em agosto de 2019 em Kazan, na Rússia, o Brasil conquistou o terceiro lugar na classificação geral enquanto a China assumiu o primeiro lugar e a Rússia ficou em segundo. O Brasil conquistou na WSI 2019 duas medalhas de ouro, cinco de prata e seis de bronze, e, também, vinte e oito certificados de excelência internacional; ficando na terceira colocação geral.

Os 63 Jovens Brasileiros que integraram a Equipe do Brasil disputaram com outros 354 competidores do mundo inteiro. Registrou-se que em 73% das ocupações que defendeu na WSI 2019 o Brasil apresentou padrão de excelência de forma que de cada quatro competidores brasileiros três atingiram a referência da WorldSkills.

Dos ótimos resultados obtidos pelos Jovens Profissionais Brasileiros o Brasil passou a ser o país a ser vencido em cada nova edição da WorldSkills. Em Xangai agora em 2022 não será diferente, pois o Brasil é considerado como o possível grande vencedor da competição novamente.

Parabéns para os Jovens Campeões Profissionais que colocam o Brasil em destaque mundial pela qualidade do Ensino Profissional Técnico e Tecnológico. Que 2022 seja a edição do bicampeonato brasileiro na WSI.

 

Carlos Magno Corrêa Dias

Adicionar comentário


logoMobile