sociais

logos

Cresce Brasil

Tenho dito e redito que três setores estratégicos da vida sindical devem ser fortalecidos na atual conjuntura de dificuldades porque passam as entidades.
Refiro-me à assessoria jurídica, à ação sindical e à comunicação (a ordem de enunciação não significa preferência).

A assessoria jurídica tem se demonstrado relevante por conta da insegurança jurídica causada pela lei trabalhista celerada. Os advogados sindicais têm garantido com suas ações vitórias expressivas e, aliados a setores importantes da magistratura e do ministério público, demonstrado os absurdos da lei.

Atuam também no dia a dia dos trabalhadores confirmando as orientações sindicais de resistência à lei, realizando homologações e demais procedimentos que resguardam os direitos trabalhistas agredidos.

A ação sindical, seja a dos planejadores, seja a dos executores e auxiliares nos locais de trabalho, demonstra sua enorme importância nas manifestações e greves, nas assembleias e mobilizações e, sobretudo, nas eventuais campanhas de sindicalização e ressindicalização com a oferta de novos serviços sindicais aos associados e à categoria.

Os dirigentes e seus auxiliares empenhados na ação sindical são decisivos nas negociações por empresa e responsáveis pelo êxito das propostas em defesa dos trabalhadores.

Na atual conjuntura de dificuldades em que vaca costuma estranhar seu bezerro, mais que nunca é imprescindível uma boa comunicação sindical capaz de identificar as reivindicações, esclarecer os pontos de vista, transmitir as orientações das entidades e mobilizar os trabalhadores.

Os profissionais que a realizam precisam ter à sua disposição os mais avançados meios de comunicação para enfrentar os desafios da propaganda patronal, o alheamento da mídia grande e os preconceitos arraigados na sociedade. A comunicação não é luxo, é a alma dos procedimentos sindicais e o indicador seguro da sua relevância.

Reafirmo que estes três setores estratégicos da vida sindical devem ser preservados e, mais que isso, fortalecidos para que o movimento sindical enfrente com êxito os desafios atuais e, superando-os, confirme-se como o defensor reconhecido dos interesses dos trabalhadores.

João Guilherme Vargas Netto é analista político e consultor sindical da FNE

Adicionar comentário


Código de segurança
Atualizar

logoMobile