sociais

logos

Cresce Brasil

A diretoria da Petrobrás anunciou aos empregados que não vai mais pagar participação no lucro (PLR) a partir de 2020. O PLR será substituído por um novo programa de remuneração variável, desde que a empresa registre lucro superior a R$ 10 bilhões.

Reproduzido do site AepetReproduzido do site AepetA medida foi aprovada pelo Conselho de Administração da Companhia na última segunda-feira (25) e as lideranças sindicais ainda avaliam como se posicionar diante da decisão.

Um comunicado interno informou que o a nova medida está alinhada ao Plano de Negócios e Gestão e "valorizará a meritocracia".

Com essa medida, a empresa encerrou unilateralmente a negociação que mantinha com sindicatos desde o ano passado. Já no governo de Michel Temer a diretoria anterior tentou condicionar o pagamento da PLR ao alcance de metas financeiras. 

A partir de 2020, a empresa vai considerar três fatores para definir o pagamento da remuneração variável – um diz respeito às métricas de topo do plano de negócios, válido para todos os empregados; outro é referente ao desempenho de cada uma das áreas; e um terceiro, individual, depende de uma negociação direta entre gestores e funcionários.

O último PLR vai ser pago em maio deste ano, após aprovação dos acionistas em assembleia geral, marcada para 25 de abril. 

Aepet, com informações do jornal Estado de São Paulo.

Adicionar comentário


Código de segurança
Atualizar

logoMobile