sociais

logos

Cresce Brasil

O Sindicato dos Engenheiros no Estado de São Paulo (Seesp) debaterá, no dia 16 de abril, a partir das 13 horas, uma área estratégica para a segurança da população que utiliza, convive ou depende de equipamentos e estruturas públicas de grande envergadura que se confundem com o próprio funcionamento das cidades. São obras que vão do sistema viário ao fornecimento de energia. Participam de forma indispensável do cotidiano urbano. Mas é preciso discutir seriamente de que forma esse aporte de recursos deve ser cuidado para não sofrer interrupções ou rupturas decorrentes de desgastes ou desastres, com impacto sobre as vidas humanas e o meio ambiente.  Os poderes públicos e prestadores de serviços logísticos ou de infraestrutura dependem de uma área técnica e profissional nem sempre mobilizada de modo adequado, contínuo ou suficiente. A  "engenharia de manutenção para garantir segurança e qualidade de vida" é o tema do seminário que o sindicato está preparando.


Foto: Rádio TrânsitoFoto: Rádio TrânsitoO debate é de grande relevância no momento em que a população se vê às voltas como as tragédias ocorridas em Brumadinho (MG), com o rompimento da uma barragem  da mineradora Vale, em 25 de janeiro último, e com o espanto de não ter sido evitada apesar dà experiência amarga de Minas Gerais  com o rompimento da barragem de Mariana, dois anos antes. 

No coração da metrópole de São Paulo, a falta do trabalho técnico preventivo  em obras distintas tem tido consequências graves, como o incêndio seguido de desabamento de um edifício ocupado por famílias sem teto no centro da capital, em 1º de maio de 2018, ou os incidentes recentes com viadutos na Marginal do Rio Pinheiros e no acesso à Rodovia Presidente Dutra.

Condições precárias  de inspeção e manutenção de construções representam perigos em todo Brasil e reverter esse quadro exige mobilização da engenharia, política e investimento do poder público. Mas é preciso também apurar e apresentar a dimensão do problema, para que seja enfrentado.

  O objetivo do seminário organizado pelo Seesp, com a participação de diversas entidades do setor, é reunir especialistas que possam contribuir com diagnóstico da situação nos diversos segmentos e propor medidas técnicas e administrativas que tragam segurança à população e possibilitem o uso racional dos recursos públicos. Conforme explica o sindicato, assegurar a correta conservação de obras e estruturas não permite improvisos; exige coleta e análise de dados com precisão, planejamento e execução qualificada. Portanto, a tarefa deve contar com o protagonismo dos profissionais da área tecnológica, que, por sua vez, precisam estar atentos a tal responsabilidade.  A engenharia de manutenção é um assunto urgente e imprescindível que o Brasil precisa discutir e implementar. 

O serminário terá início às 13h do dia 16 de abril, no Auditório do Seesp, à Rua Genebra, 25 – Bela Vista – São Paulo – SP. Informações podem ser obtidas pelo telefone (11) 3113-2641, Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo..br

 

Adicionar comentário


Código de segurança
Atualizar

logoMobile