sociais

logos

Cresce Brasil

Nos últimos meses, a imprensa tem dado vazão a opiniões favoráveis à privatização das companhias Docas, somando mais essa ameaça ao processo de desmonte das empresas públicas. Preocupam recentes  demissões, sem justa causa, de funcionários de carreira da Companhia Docas do Estado de São Paulo (Codesp), administradora do complexo portuário.

Por outro lado, o Porto de Santos registrou, de janeiro a julho de 2018, mais de 76,33 milhões de toneladas de carga movimentadas, crescimento de 4,4% em relação ao ano passado no mesmo período, melhor resultado da história para os primeiros sete meses do ano. Embarques e desembarques de mercadorias também tiveram números recordes para o período. Os dados foram copilados pela Gerência de Estatísticas da Codesp.

Preocupados com a possibilidade de entrega das Docas à exploração privada, a assembleia plenária do X Conse aprovou a seguinte moção:

Imagem: Porto de SantosImagem: Porto de Santos

 Pela preservação da Docas como empresa pública e estratégica


Os engenheiros reunidos no X Congresso Nacional dos Engenheiros (Conse), realizado pela Federação Nacional dos Engenheiros (FNE) entre 13 e 14 de setembro de 2018, na cidade de São Paulo, defendem a preservação das Companhias Docas como empresas públicas e estratégicas para o desenvolvimento portuário do País, que, aliadas aos investimentos em obras de infraestrutura de acessos aos modais aquário, rodoviário e ferroviário, completam os corredores de exportações, tão necessários ao comercio exterior e à racionalização do chamado custo-Brasil.

São Paulo, 14 de setembro de 2018

Confira documentos, cobertura, apresentações e moções do X Conse

Adicionar comentário


Código de segurança
Atualizar

logoMobile