sociais

logos

Cresce Brasil

Com transmissão online, a FNE realiza em São Paulo, nestas quinta e sexta-feira (13 e 14 de setembro), o X Congresso Nacional dos Engenheiros (Conse). Com o tema “Retomar o desenvolvimento e defender os engenheiros”, o evento reune representantes dos 18 Sindicatos filiados e para traçar o plano de ação da entidade.

 X ConseX ConseO Congresso debate também a situação do País e as propostas da Engenharia para o desenvolvimento sustentável, com distribuição de renda, preservação ambiental, valorização do trabalho e, sobretudo, fortalecimento da democracia.

Ao saudar participantes na sessão de abertura, o presidente da FNE, Murilo Pinheiro,  lembrou do momento político, financeiro e econômico extremamente complicado e pediu calma e força. "Nós entendemos perfeitamente que somente com a Engenharia Unida nós vamos conseguir um Brasil mais forte". Destacando o crescimento dos sindicatos devido a anos de  trabalho dedicado, Murilo procurou encorajar os engenheiros e suas entidades a buscarem as saídas para a crise e lembrou do esforço iniciado em 2016 para a construção das propostas do Cresce Brasil, que chega a este ano a mais uma edição com novas propostas factíveis aos candidatos e futuros governantes.

Embora a FNE não tenha participação partidária, Murilo lembrou que "todos nós temos participação política"  e que a área tecnológica tem propostas. Firme ao criticar políticas atuais que não foram discutidas com a população, como a PEC do teto dos gastos e a reforma trabalhista, ele conclamou a todos para a reversão desse quadro. "Precisamos discutir a democracia plenamente", defendeu, frisando que apesar das diferenças, a democracia deve prevalecer, com os três poderes fortes e não em desequilíbrio como hoje. "Vamos discutir abertamente com nossos candidatos, fazer um pacto na política de votar agora e depois cobrar" - propôs. 

Para o presidente da FNE,  a crise política e econômica e o processo eleitoral em curso propiciam o debate de um projeto pela volta do crescimento, investimentos necessários ao País,  defesa de setores estratégicos como petróleo e energia elétrica, além do fortalecimento do agronegócio. "O Congresso, mais que cumprir nossa agenda estatutária, será um esforço de contribuir para que o Brasil encontre meios de superar a crise”, afirmou.

O evento, no Sindicato dos Engenheiros no Estado de SP (rua Genebra, 25, Bela Vista), também elegerá a diretoria para o triênio 2019.2022.

Confira a programação. Acompanhe aqui.

Adicionar comentário


Código de segurança
Atualizar

logoMobile