sociais

logos

Cresce Brasil

O Sindicato dos Metalúrgicos de São José dos Campos realizou nesta terça (15) mais uma manifestação contra a venda da Embraer para a norte-americana Boeing. O protesto, em frente ao Paço Municipal, reuniu centenas de trabalhadores e teve apoio de Centrais Sindicais, Confederações, Federações e Sindicatos metalúrgicos. O movimento Brasil Metalúrgico também compareceu.

A mobilização teve como objetivo cobrar um posicionamento do poder público local e estadual contra a venda. De acordo com os sindicalistas, a transação ameaça milhares de empregos e o futuro da companhia no País.

Segundo o vice-presidente do Sindicato, Herbert Claros, o movimento sindical “está unido contra a perda de mais uma empresa estratégica para o País”. “A campanha contra a venda da Embraer começa a ganhar as ruas”, disse à Agência Sindical.

“Saímos da porta da fábrica e começamos a ganhar as ruas da cidade. O poder público precisa se manifestar e se posicionar. Protocolamos uma carta ao prefeito de São José. Se a Embraer for vendida, afetará toda a população do município e não só os trabalhadores”, explica.

A entidade, ao lado dos Sindicatos da categoria em Botucatu e Araraquara, está à frente da campanha “A Embraer é nossa. Não à venda da Embraer para a Boeing”.

Brasília - Herbert Claros disse ainda que outras ações estão sendo programadas. “Vamos organizar uma ida à Brasília, para conversarmos com deputados e senadores. Faremos visitas aos gabinetes pra mostrar a gravidade do problema. Estamos buscando audiências nas Câmaras de Vereadores e também na Assembleia Legislativa”, conta.

“Já protocolamos pedido para que o governo do Estado receba uma comissão e tome conhecimento do que pode acontecer, caso o controle da empresa seja assumido pela companhia norte-americana. Esse é um problema que atinge a todos”, ressalta.

Agência Sindical

 

Adicionar comentário


Código de segurança
Atualizar

logoMobile