sociais

logos

Cresce Brasil

Engenheiro traz nesta edição duas iniciativas convergentes e fundamentais a uma mudança nos rumos do País. A primeira delas é o lançamento pela FNE de mais uma etapa do projeto “Cresce Brasil + Engenharia + Desenvolvimento”. A publicação, intitulada “Retomada da engenharia nacional”, põe foco na necessidade premente de se recuperar a capacidade tecnológica do País para superar a crise.

Em 1747, antes da Revolução Francesa, nascia em Paris a primeira Escola de Engenharia do mundo: École Nationale Des Ponts Et Chaussés. No Brasil, a família real fundou em 1808 a Real Academia Militar de Engenharia.

A conjuntura nacional, de crise econômica e aumento da pobreza, com 14 milhões de desempregados e outros 14 milhões de subempregados, determinou a unificação de sete centrais sindicais em torno da “Agenda Prioritária da Classe Trabalhadora”, lançada em 6 de junho último, na capital paulista. O objetivo é entregar o rol de 22 propostas aos candidatos nas eleições de outubro próximo.

O impacto da mobilização dos caminhoneiros durante dez dias de maio acendeu alerta sobre a urgência de se corrigir o equívoco histórico no País de priorização do modo rodoviário, em detrimento de ferrovias e hidrovias. Segundo reportagem publicada em 31 do mesmo mês no Correio Braziliense, as perdas acumuladas com a paralisação aproximavam-se de R$ 75 bilhões em diversos segmentos produtivos.

“Não há hipótese de se alcançar prosperidade e avanço com o desmonte da capacidade tecnológica do País, hoje lamentavelmente em marcha acelerada.” O diagnóstico e a premência de se brecar esse processo são apontados por Murilo Pinheiro, presidente da FNE, à apresentação da nova edição do projeto “Cresce Brasil + Engenharia + Desenvolvimento” – iniciativa da federação lançada em 2006 e atualizada desde então.

São Paulo, Santa Catarina, Ceará, Piauí.

O mais recente livro do cientista político André Singer, “O lulismo em crise – um quebra-cabeça do período Dilma (2011-2016)”, busca desvendar como naufragou o governo que teve início com indicadores bastante positivos: em 2010, ano da eleição para o primeiro mandato, o Produto Interno Bruto (PIB) registrava incremento de 7,5% ao ano e o desemprego estava em modestos 5,3%. Quando o segundo termo foi interrompido pelo impeachment, em maio de 2016, o quadro era outro. O crescimento havia despencado para 3,8% e a taxa de desocupação saltado para 11%. Para Singer, fracassaram assim os dois ensaios feitos pela ex-presidente, o desenvolvimentista, que aceleraria o crescimento, e o republicano, que “limparia círculos de corrupção”.

Um seleto grupo de brasileiros integra a colaboração internacional de cientistas que conseguiu, em 14 de setembro de 2015, captar a primeira onda gravitacional com um equipamento chamado interferômetro.

194Charge194Charge

logoMobile