sociais

logos

Cresce Brasil

Prêmio Personalidade da Tecnologia chega à sua 34ª edição, cumprindo o papel de homenagear o conhecimento e a competência colocados a serviço do desenvolvimento e do bem-estar da população. Categorias selecionadas para este ano reforçam essa vocação.

prêmio palavra murilo quadrada

Desde 1987, o Seesp comemora o Dia do Engenheiro (11 de dezembro) com a entrega do Prêmio Personalidade da Tecnologia a profissionais que se destacaram em suas respectivas áreas de atuação. A láurea, que chega à sua 34ª edição, tem uma categoria constante – valorização profissional – e outras cinco que variam a cada ano, de forma a contemplar os setores mais cruciais naquele período.

Comandado pelo Conselho Tecnológico do sindicato, o processo conta com uma comissão julgadora de notáveis que fazem essa seleção de áreas e nomes. Reunindo-se periodicamente para a realização de debates online que têm sido profícuos e de altíssimo nível, o órgão definirá em breve quem serão os homenageados de 2020. Já estão, contudo, fechados os campos de atuação considerados fundamentais neste momento.

Os escolhidos – educação, saúde, saneamento, tecnologias emergentes e transporte e mobilidade – refletem muitíssimo bem o espírito do prêmio. Numa conjuntura para lá de desafiadora, como tem sido esta que estamos vivendo, o sindicato destaca a importância de setores essenciais e daqueles que viabilizam o trabalho, o ensino e a aprendizagem, a cultura, o lazer, enfim, o acesso a todo e qualquer serviço.

Ao celebrar as realizações nessas áreas e reconhecer a sua relevância, o prêmio do Seesp também lança luz sobre os enormes obstáculos a serem superados. A dedicação dos profissionais da saúde e as tecnologias desenvolvidas para prevenção e tratamento da Covid-19 entrarão certamente para a história. Mas outro legado dessa pandemia é a consciência da urgência em se fortalecer o Sistema Único de Saúde (SUS) para oferecer, sempre, o melhor atendimento a todos os brasileiros. A questão sanitária é ainda colocada na berlinda pelos recentes retrocessos regulatórios no setor do saneamento, que precisam ser revistos.

A suspensão das aulas presenciais trouxe com força o debate sobre o modelo mais adequado de educação na atualidade, os aprimoramentos necessários e o abismo de desigualdade nessa área que é determinante do futuro dos jovens e do País. Reduzir o déficit existente é meta a ser perseguida com determinação. Nessa discussão, entram, sem dúvida, as tecnologias emergentes, notadamente as de comunicação e informação, que possibilitaram a continuidade de inúmeras atividades, apesar da quarentena e do distanciamento social.

Por fim, segue na pauta a necessidade de superar a precariedade ou insuficiência em transporte e mobilidade para garantir o bem-estar da população desde já e especialmente quando as atividades voltarem ao normal em todo o País. Nesse quesito, causa preocupação a extinção da Empresa Metropolitana de Transporte Urbano (EMTU) pelo Governo do Estado de São Paulo. Superavitária e funcionando autonomamente, a companhia era responsável pelo transporte intermunicipal e tinha vocação de contribuir com integração metropolitana. Sem esse instrumento, a tarefa certamente ficará mais difícil.

Cumprindo com sua vocação de contribuição com a agenda de desenvolvimento nacional, o Seesp, por meio de seu Conselho Tecnológico, celebrará a nossa profissão neste árduo 2020 premiando a excelência, como não poderia deixar de ser, e apontando caminhos possíveis para o bem-estar de todos.

Murilo Pinheiro
Presidente

Adicionar comentário


logoMobile